Inteligência se aprende e não é determinada pela genética; Todo ser humano é capaz de aprender e ter consciência da própria aprendizagem; A escola promove o desenvolvimento do raciocínio e estimula o pensamento criativo; A escola incentiva a construção de autonomia intelectual e moral, inseparáveis e necessárias para construir uma ética para a vida; As pessoas constroem conhecimento na interação com o mundo; O acesso às tecnologias contemporâneas é um direito e uma condição para a vida no século 21; Aprender é estabelecer relações entre saberes; O conhecimento se constitui em grupo, na discussão e na crítica; O respeito pelos outros, a empatia, a solidariedade e a aceitação das diferenças são valores fundamentais para a vida em sociedade; Todas as pessoas têm o direito de viver bem e são responsáveis pela vida no planeta.
Apresentação da Escola / Segmentos

Ensino Fundamental 2 - do 6° ao 9° ano

Além das áreas de conhecimento clássicas, o aluno do Ensino Fundamental 2 conta com aulas de Tecnologia, Arte, Teatro e Tutoria e Orientação para a Pesquisa (TOP). Acontecem, também, projetos interdisciplinares que estimulam a curiosidade, a autonomia e a responsabilização.



Língua Estrangeira

Os alunos do 6º ano têm quatro tempos de Inglês ou Francês, optando por uma dessas línguas.

Em 2019, os alunos do 7º ano têm dois tempos semanais de Inglês e dois de Francês. A partir do 8º ano, o aluno opta pela continuação aprofundada da aprendizagem de um dos idiomas, que se dá em três tempos semanais.

Os alunos no 7º ano estarão capacitados para fazer o exame Key English Test (KET) e, no 9º, prestarão o Preliminary English Test (PET), ambos de Cambridge.

Saiba mais.


Trabalhos de Campo

Propostos para cada uma das séries do Ensino Fundamental 2, eles visam ao aprofundamento e à vivência, em espaços fora da Escola, de conceitos construídos em sala de aula. Os alunos visitam a Região dos Lagos, Recife, Brasília e Inhotim (Minas Gerais).

Saiba mais.


Tecnologia

O currículo conta com um tempo por semana, para alunos do 6º ao 8º ano, e dois tempos por semana, no 9º ano. Os alunos trabalham no Espaço de Fazer, oficina equipada com materiais necessários para que as ideias sejam concretizadas. Dentre outros recursos explorados, opera-se com edição de vídeo, áudio e programação.

Saiba mais.


Projetos do Segmento

Concurso de Fotografia

Com temas relativos a Matemática e a Geografia, diferentes a cada ano, os alunos inscrevem suas fotos, que são submetidas a júris formados por diversos profissionais.

Olimpíadas

A Escola incentiva a participação voluntária dos alunos em Olimpíadas que apontam proficiência em diversas áreas do conhecimento, como: Química, Física, Biologia, História, Matemática e Robótica.

Ecobus (Gávea)

Atividade bimestral, em horário extraescolar, em que alunos realizam trilhas e outras atividades relacionadas ao meio ambiente do Rio de Janeiro. Essas atividades contribuem para a ampliação de suas reflexões e conhecimentos sobre questões ecológicas.

Invasões Poéticas (Gávea)

Em momentos específicos, os alunos apresentam poemas, escritos por eles mesmos ou de autoria de outros poetas, com o objetivo de aproximá-los da poesia, estimulando a autoria e a socialização de saberes e sentimentos.

Sarau Cultural da Escola Parque

Organizado pelos alunos, o Sarau é um momento dedicado à manifestação de diversas expressões artístico-culturais dos alunos.

Adolescentes Brasileiros (Barra)

Esse projeto, desenvolvido no 8º ano, propõe a reflexão e a discussão sobre o processo de crescimento e mudanças ocorridas na adolescência.

As disciplinas de Ciências, Língua Portuguesa, Tutoria e Orientação para a Pesquisa (TOP), Teatro, Educação Física e Psicopedagogia trabalham em parceria, favorecendo um espaço saudável de debate, importante para o crescimento do aluno com autonomia, responsabilidade e senso crítico.


Conheça os Projetos Institucionais.

Confira mais vídeos do Ensino Fundamental 2.


Adolescente em 2017

Leia o artigo de Patricia Lins e Silva, Diretora Pedagógica da Escola Parque.

A Escola Parque e o vestibular

Leia o artigo de Patricia Lins e Silva, Diretora Pedagógica da Escola Parque.


Compartilhar

Facebook